sábado, 7 de janeiro de 2012

O que é necessário para aprender


“Querer é poder” – diz o ditado. Mas será verdade? Eu diria que “querer fazer é poder”, porque a ação tem que estar presente. Além da ação, eu diria que também são necessários: planejamento e persistência.

Planejamento

Planejar não significa apenas fazer planos – no que muitos que fracassam em tudo são experts – mas também decidir como e quando fazê-lo. Quanto mais você planejar e quanto mais detalhes conseguir prever, melhor será a visão que você terá do seu projeto e maiores serão as suas chances de conseguir.

Não perca muito tempo só planejando, quem só se contenta em planejar nunca conseguirá o que quer. Essa fase é importante, mas pode ser adaptada e revisada à medida que você for colocando as outras em prática.

Persistência

Agora que você decidiu o que fazer e já planejou como fazê-lo é necessário partir para a ação. Pode parecer óbvio, mas muitos desistem porque param nos planos, sem nunca colocar nada em ação. Planejar é essencial, mas fazer é ainda mais.

Tudo o que vamos fazer implica em certo esforço, em abrir mão de outras coisas que não são tão importantes ou que podem ser deixadas para mais tarde. Se você quer aprender a tocar violino, por exemplo, deve saber de antemão que não é algo que conseguirá do dia para a noite, se fosse todo mundo saberia tocar.

Cada vez que você sentir-se tentado a desistir, lembre-se de sua motivação inicial (por que queria mesmo aprender a tocar?), em que isso irá ajudá-lo agora e no futuro, quão frustrado você se sentiria se parasse agora, e outras considerações do gênero.

Causas do fracasso

As pessoas fracassam porque estabelecem metas que implicam em mais esforço do que estão inclinadas a fazer. Se você quer aprender a tocar violino bem em 3 meses, já vou adiantando que você tem 99,99% de chances de fracasso, sendo que 0,01% são para o caso de você ser um gênio, então não há motivo para você estar lendo esse blog aqui.

Se você é um ser humano mediano como a maioria dos mortais, deve estabelecer metas realistas. Antes de comprometer-se a estudar violino procure se informar em quanto tempo e com que carga horária será capaz de fazê-lo bem. Com essa informação, decida se realmente está disposto a gastar o tempo e o esforço necessários para conquistar o que quer, se é tão importante assim para você, se pode mesmo gastar esse tempo, se não há coisas mais importantes que poderiam ser feitas antes, etc.

Se mesmo assim decidir que é o que quer fazer, trace seus planos com metas realistas, e, sobretudo não desista ante a primeira dificuldade. Aprende-se mais com os erros que com os acertos e só erra quem faz. Quem não faz nada não erra nunca. Encare os erros como parte do aprendizado e motivos para melhorar.

Aprenda com seus erros, porque quem os esquece está condenado a repeti-los. De tempo em tempo analise os resultados obtidos, refaça suas expectativas com parâmetros mais realistas e empregue toda sua força de vontade para persistir.
Só fracassamos quando paramos de tentar.


Zailda  Coirano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...